Bastidores: A criação do logo

Muita coisa nesse empreender é difícil (e quero muito falar mais disso aqui). Mas a decisão sobre meu logo não está nessa lista. 

Muito se fala da importância da gente saber o porquê de criarmos algo. De vender esse porquê da coisa, ao invés da coisa em si. Se vc nunca viu o Ted talk do Simon Sines sobre isso, vale a pena assistir aqui. Ele explica o conceito do Golden Circle (ou Círculo de ouro) aqui do lado e dá exemplos bem legais.

Saindo de uma carreira bem sucedida em uma das maiores corporações do mundo, minha única certeza era que precisava fazer algo alinhado com os meus porquês pessoais… Incansáveis vezes falei da revolução que a maternidade foi para mim. E ela me trouxe essa certeza de qualquer coisa que eu fizesse, eu queria fazer para elevar mulheres e mães, para valorizar arte, subjetivo e intuição, para ser canal de luz e amor. 

O “o quê” poderia (e ainda pode) tomar muitas formas. Hoje, eu escolhi roupa. 

Numa sociedade onde ninguém sai pelado na rua, ela é parte da vida de todas nós. Vc poderia dizer “É só roupa!”. Mas…

.A roupa está em contato com a minha pele, com o meu corpo. Quase que 100% do tempo da minha vida. Importa quem fez, como fez e do que fez.

.A roupa fala sobre mim – querendo ou não, sabendo ou não, consciente ou não, ela fala sobre mim.

.Ela é um reflexo da nossa sociedade – tantos códigos e “tradições” que dizem tanto sobre nossa cultura, costumes, intenções. E por isso, foi (e sempre pode ser) ferramenta de revolução!

A lista é longa e qt mais estudo, mais me apaixono. Prometo dividir aqui com vcs tb 😉

Mas voltando ao logo, eu queria força, personalidade, misticismo e intuição. Eu queria falar dessa mulher poderosa, que sabe que é poderosa, e não tem nenhum receio de sê-la. Eu queria falar que essa mulher habita em todas nós. Que a gente só precisa lhe dar voz. Colocar sua voz no mundo. Também através da sua roupa. 

E aí, no processo de criar o logo, foi natural para mim escrever o que acabei chamando de manifesto:

Ela é fogo e terra e água e ar

Ela é suor e lágrimas, mar e amar

Ela é forte e frágil, perspicaz tigresa 

Ela é guerreira e donzela, feiticeira e deusa

Ela é corpo, asas, flor e beija flor

Ela é poesia, arte, voz e cor

Ela é hoje, ontem, amanhã e além

Ela é ele, ele é ela, ela é quem

Ela é tudo e nada, cosmos e caos

Ela é quem é

Ela é livre

Ela é mais ela

Ela é todas nós

To muito feliz com esse recomeço. Feliz porque sinto que trabalho, corpo e alma estão alinhados. E o logo e o manifesto são a concretização disso.

Um beijo grande,

Mari

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: