Peças-chave para gravidez e amamentação

Em parceria com a Limone Shop e a Fe Montoro, nas próximas semanas vamos fazer uma série de posts sobre Maternidade & Estilo.

Apresentando nossa turma pra vocês:

A Limone é acolhimento e apoio através de kits presenteáveis para surpreender gestantes, puérperas e mães recém-nascidas. Tudo deles é feito com muito cuidado e muito carinho pela minha amiga de mais de 15 anos, Natalia. Ela é mãe da Giovana, da Beatriz e do recém chegado e, já muito amado, Henrique!

A Fe Montoro é a Personal Stylist à frente da Sou Consultoria. Ela acredita num vestir-se com menos peças e mais looks que representam quem a gente é! A Fe também é minha parceira de atendimento de clientes no Brasil, especialmente para etapas que eu não faço online, como por exemplo, Análise de Coloração Pessoal. Ela é mãe da Maya, da Manuela e do Mateo.

Eu sou a Mari Azevedo e esse é meu blog. Eu sou Personal Stylist e acredito muito no poder de expressão e comunicação que a roupa tem. Meu background é todo em negócios e estratégia e este é meu primeiro empreendimento. Sou mãe da Sara e do Tom e há pouco menos de um ano chegamos na Itália, nosso quarto país de residência.

Ok. Todo mundo devidamente apresentado, vamos falar do nosso tema de estréia? Peças-chave para gravidez e amamentação!

Não, essa não é uma lista de “TEM QUE”! Mas tendo somado 8 gestações aqui nesse time, a gente acredita que tem sim dicas valiosas que podem ajudar outras mulheres nessa fase da vida (e que a gente adoraria ter recebido quando nos deparamos com o primeiro teste positivo!)

A primeira coisa ser dita é que sua vida e seu corpo vão passar por uma das transformações mais lindas que um ser humano pode experienciar. E isso vai influenciar a sua maneira de se vestir. É um fato. O que a gente quer é te ajudar a passar por tudo isso se sentindo a verdadeira Deusa criadora de vida que você é!

A gente acredita que esse é um momento onde função e estilo tem que andar lado a lado. A roupa precisa facilitar (ou, no mínimo, não atrapalhar) a vida. Priorizar exclusivamente a função é tentador, mas quando tudo tá mudando dentro e fora da gente, a roupa pode ser uma grande aliada em nos manter conectadas com nós mesmas. Ela tem o potencial de ajudar a gente a lembrar de quem a gente é – e também de mostrar como a gente está evoluindo!

É aqui que um novo olhar sobre as suas roupas e compras ocasionais e MUITO conscientes podem te ajudar. Vamos às dicas?

1) Partes de baixo: Pensar em modelagens mais soltas e, de preferência, com elástico na cintura

Somos sim a favor de roupas que são feitas para o corpo grávido (especialmente partes de baixo). Eu, Mariana, tive calça, saia, bermuda, vestido de gestante e nada como vestir algo com modelagem pensada pra esse momento. Muitas dessas peças eu não comprei, mas usei emprestado de amigas. No nosso grupo, tinha uma malinha que ia rodando entre a gente e assim tudo foi bem aproveitado por todas nós e ninguém precisou gastar rios de dinheiro 😉

Porém, isso não significa que roupas de modelagem “comum” não possam ser usadas por uma mulher grávida. Partes de baixo que são mais soltinhas e tem elástico na cintura, são um ótimo exemplo de peças que transitam bem nos diferentes momentos da vida. As leggings e roupas de ginástica entram nesse grupo também.

Calças de modelagem comum que funcionam bem na gravidez: Molinho, pantacourt, malha e linho… tudo mais soltinho e com elástico na cintura ou cintura regulável
Fe mostrando o barrigão num look bem esportivo!

Uma outra opção são faixas que se coloca no cós das suas partes de baixo que fecham com botão ou zíper. A ideia é deixar o cós aberto e “fechar” com essa faixa de elástico que vai por cima – olha a Nati usando uma aqui embaixo. Ela pode ser uma boa ideia se você, ao contrário de nós aqui (kkkrying), só ganha barriga durante a gravidez e não ganha perna e bumbum dentro do pacote!

Nati usando a faixa para fechar a calça jeans 😉

E para fechar as partes de baixo: Vestidos! São muitos os modelos que funcionam durante a gravidez. Na galeria, a Nati usando várias opções:

Uma coisa importante de dizer: simplesmente comprar roupas de tamanhos maiores, não necessariamente é a solução, porque apesar de ser verdade que o corpo cresce, ele cresce de uma forma bastante particular e por isso falamos de modelagem para corpo grávido. Se você não quer comprar roupa nova e não tem um grupinho de amigas pra compartilhar roupas como eu tive, já pensou em peças de segunda mão ou aluguel de roupas?

2) Partes de Cima: Pense em peças que funcionem durante a gestação e também facilitem o acesso aos seios depois na amamentação

Mari falando aqui! Meus dois filhos nasceram em Londres e lá faz mais frio que o Brasil de forma geral. Eu colocava essas regatinhas com alça “click” por baixo de qualquer blusa minha e na hora de amamentar, era só levantar a blusa de cima. Me sentia mais protegida do frio e isso me possibilitou usar praticamente qualquer tipo de parte de cima pós parto. No calor, ou dentro de casa, eu nem colocava nada por cima delas!

Blusas com elastano, decote maior ou blusas/camisas com botão também são ótimas opções para esses dois momentos – da gravidez e da amamentação.

Camisetas com elastano e decote em V são ótimas parceiras para amamentação. Existe cena mais linda que essa no mundo?

3) Terceiras Peças!

Elas são um dos jeitos mais rápidos e eficazes de adicionar uma bossa na roupa e isso não seria diferente nessa fase da vida!

4) Sutiã: Vale a pena investir!

Um dos primeiros sintomas da gravidez para muitas mulheres é o aumento do tamanho dos seios (acompanhado de muita sensibilidade!). Em muitos casos é a primeira peça de roupa que a mulher sente necessidade de comprar, ainda no primeiro trimestre.

Eu, Mari, tenho seios pequenos e nunca (nem na gravidez) senti necessidade de sutiã que desse super sustentação. Os modelos triângulo (como o da foto) foram os meus preferidos. A sustentação que eu precisava, sem apertar, fácil para amamentar e dentro do meu estilo (uso muito essa renda aparecendo no decote, no da frente ou no de trás, ou também nas laterais de blusa!)

Para quem precisa de mais sustentação, vale a pena ver as opções com bojo e também opções tipo top de ginástica mesmo. O importante é tirar suas medidas novamente e comprar o sutiã no seu novo tamanho certo 😉

E você? Tem alguma dica pra compartilhar com a gente?

Vamos adorar continuar a conversa aqui nos comentários!

beijos e até a próxima,

Mari, Nati e Fê


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: